0800 707 5900 35 9 9802 9995 35 3729 9929 comercial@soitic.com

Como construir um inventário de risco

23/11/2020
Como construir um inventário de risco

Saiba como funciona o documento que auxiliará sua empresa a prevenir os riscos ocupacionais


O GRO (Gerenciamento de Riscos Ocupacionais) inaugura uma nova forma de realizar SST no Brasil. Ele trata de todos os riscos ocupacionais aos quais os trabalhadores são expostos no ambiente de trabalho e visa mitigá-los e neutralizá-los.


Com o surgimento do GRO, outra mudança significativa aparece: o Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR). Essa mudança permite que os trabalhadores participem mais e acompanhem o processo da fiscalização dos riscos, tornando o processo de SST mais organizado e integrado.


Dentro do PGR existem duas principais etapas que organizam e padronizam o processo de identificação de riscos: o inventário de riscos e o plano de ações. Continue a leitura e saiba o que é e como construir um inventário de riscos ocupacionais para sua empresa. 



O que é um inventário de riscos?


O inventário de riscos é um documento em que se identifica todos os riscos ocupacionais encontrados no ambiente de trabalho e também o nível de cada um deles.


Sua elaboração é de responsabilidade da organização e deve seguir as Normas Regulamentadoras, constando a data e assinatura dos responsáveis. 


Nele, deve constar também todos os dados da identificação dos riscos e das avaliações.


No Gerenciamento de Riscos Ocupacionais, o inventário é elaborado durante a fase de criação do PGR para ajudar a orientar os planos de ações a serem feitos posteriormente.



Identificar o nível de risco 


Quando não existia o GRO, os perigos eram apenas identificados, sem nenhum grau de severidade das lesões ou agravos à saúde, como constava na NR 09.


Com o surgimento do GRO, o inventário de riscos fica mais completo. Agora é possível identificar o nível de risco, que por sua vez responde à pergunta: qual é a real condição de riscos a que os trabalhadores estão sendo expostos?


Com essa identificação mais detalhada e completa, a empresa fica responsável por criar uma metodologia para evitar cada nível de risco, da forma que melhor se adapte ao seu ambiente. 


Posteriormente ao inventário de risco, será feito um plano de ações. 


Informações principais do inventário de riscos


No mínimo, um relatório de riscos deve apresentar as seguintes informações:


  • caracterização de processos e ambientes de trabalho;

  • caracterização de atividades;

  • descrição de perigos e possíveis lesões e agravos à saúde dos trabalhadores, identificando fontes e circunstâncias, descrição dos grupos de riscos e medidas de prevenção implementadas.


Por fim, um inventário de riscos bem elaborado auxilia a implementação correta do Gerenciamento de Riscos Ocupacionais de sua organização, trazendo maior segurança aos trabalhadores. Isso irá refletir tanto na produção quanto na credibilidade de sua empresa.

Para uma gestão de Saúde e Segurança do Trabalho eficiente, o METRA WEB oferece um sistema de soluções constantemente  atualizado com as principais mudanças normativas do setor.

Fonte: Fundacentro - Ministério da Economia e APMT - Associação Paulista de Medicina do Trabalho

Fale com um de nossos consultores e encontre o software ideal para a gestão do seu negócio!

0800 707 5900 (Comercial)
(35) 3729-9929 (Comercial)
(35) 99802-9995 (Whats)
comercial@soitic.com

Acompanhe nossas redes
Instagram: @metraweb_
Facebook: @metraweb
www.metraweb.com.br


Compartilhe essa postagem

FACEBOOK COMMENTS WILL BE SHOWN ONLY WHEN YOUR SITE IS ONLINE